Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Livro ou filme? Qual o mais apetecível?

por PlumeInAbyss, em 06.10.14

Neste blogue falarei bastante sobre livros e filmes e para dar uma pequena introdução, começarei por falar num debate bastante comentado ao longo dos tempos. Tentarei ser o mais imparcial possível e não deixar a minha paixão pela literatura levar a melhor. Qual o melhor, livros ou filmes?

 

Movie+vs+book_ff37af_4141429

(Todos os créditos da imagem para o site Funnyjunk.com)

Legenda: Não tenho a certeza se deveria ler o livro e estragar o filme ou ver o filme e arruinar o livro.

 

 

1. Ver um filme adaptado de um livro nunca será tão enriquecedor como ler o próprio livro primeiro. Por melhor que seja o elenco escolhido, o seu diretor e outros elementos, raramente o filme pode substituir o livro. É durante a leitura que nós visualizamos (mentalmente) toda a história, desde personagens a paisagens e momentos escaldantes a cenas dramáticas. O filme tem por objetivo dar vida a essa história para que possa ser apreciada por todos. Mas também não podemos esquecer um ponto bastante importante, a interpretação do livro e a sua adaptação para os grandes ecrãs é diferente de pessoa para pessoa. Por fim, não podem acreditar que no espaço de 1:30-3h possam ver toda a história e detalhes reproduzidos no grande ecrã. Simplesmente não é possível, daí a necessidade da sua adaptação para o cinema.

 

2. Indiscutivelmente, é muito mais prático e rápido ver um filme. É verdade que existem pessoas que podem ler livros a um ritmo bastante elevado para acabar em dois dias ou até mesmo em um dia. Mas fora essas pessoas, a média deve ser de duas semanas a um mês (corrijam-me se estiver enganado). Ora bem, como já mencionei mais acima, um filme demora entre 1:30-3h. Antigamente era capaz de argumentar esta vantagem com "mas eu posso levar o livro para qualquer lado e o filme não", mas atualmente podemos ver os filmes através dos mais variados dispositivos portáteis e até mais práticos do que carregar um livro, claro que também podemos ler através desses mesmos dispositivos, mas não é assim tão diferente, aliás até acho bastante mais desconfortável.

 

3. Em tempos de crise, ver apenas o filme sai mais barato. É verdade que alguns livros são mais baratos que os respetivos filmes, comparativamente aos DVDs Blu-Ray, 90% dos livros são mais baratos, especialmente se comprarmos em Inglês (versão original), mas quanto às salas de cinema ou alugar o filme no conforto do nosso sofá, não há como competir. Na minha pesquisa, a média do preço do bilhete na sala de cinema custa 5 euros e se alugarmos na box (Nos e Meo) fica pelos 4 euros. Claro que podemos recorrer a formas ilícitas de ver o filme mas não quero misturar nem acho o momento oportuno para discutir questões éticas neste post (talvez para uma discussão futura).

Aqui deixo de fora a possibilidade de ir à biblioteca, já que podemos ler livros de graça, mas também podemos alugar filmes de graça, pelo menos na biblioteca que costumo frequentar. Além disso, nem sempre temos acesso aos livros/ filmes mais recentes.

 

 

4. Um filme pode "destruir" a leitura. Embora este ponto vá de encontro com o primeiro, queria deixar os livros bem vistos (lá se foi a imparcialidade). Em primeiro lugar, em caso de dúvida, deixem o filme para último. Prometo que a vossa satisfação vai ser 10x maior do que o caso inverso. Ver o filme e depois ler o livro vai arruinar a história, acreditem meus caros leitores. Os pormenores que distinguem o livro do filme e tornam a história tão enriquecedora vão parecer supérfluos aos nossos olhos e a história no geral não conseguirá ter o mesmo impacto na nossa imaginação. Arruinará a leitura e a nossa crítica ao livro. Para não dizer que torna aborrecida a leitura pois já sabemos o que esperar. Quanto à situação inversa, dificilmente arruinamos o filme pois é quase como vermos as nossas expectativas, os nossos devaneios transferidos e reproduzidos num ecrã. Por fim, podemos avaliar muito melhor um filme e sermos mais críticos em relação ao mesmo, além disso os nossos graus de exigência vão ser maiores e portanto maior a satisfação quando encontrarmos aquele filme que esteve à altura ou até mesmo ultrapassou o seu respetivo livro (se é que existe algum).

 

Estão de acordo com os pontos que referi acima? Acham que me escapou algum motivo para escolher livros sobre filmes ou vice-versa? Comentem e deixem a vossa opinião, adoro ler e responder a todos. O que seria um blogue sem opinantes com quem concordar ou discordar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Miguel Alexandre Pereira a 06.10.2014 às 21:22

Nunca troco um bom livro por um filme, nada mais enriquecedor do que uma boa leitura. Há muito poucas longas-metragens que fazem justiça à respectiva obra, muito poucas mesmo...
Imagem de perfil

De PlumeInAbyss a 07.10.2014 às 10:41

As imagens não têm tanta influência comparativamente às palavras. Sempre achei que uma imagem valia por mil palavras, mas quando comecei a ler descobri que as palavras são mais marcantes e enriquecedoras. Despertam a nossa imaginação e alimentam-nos de sabedoria.

Obrigado pelo comentário. :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D